A intervenção na escola básica n.º 4 de Vila Nova de Santo André, "há muito reivindicada pela comunidade escolar", deve começar "até ao final deste ano", adiantou à agência Lusa o presidente da Câmara Municipal de Santiago do Cacém, Álvaro Beijinha, que espera que a obra esteja concluída até ao início do ano letivo 2018/2019.

"Estamos a falar de uma intervenção profunda, que queremos que decorra durante o ano letivo que agora se inicia para que em setembro de 2018 os alunos possam iniciar as aulas na nova escola", declarou o autarca de Santiago do Cacém, no distrito de Setúbal.

A obra, segundo Álvaro Beijinha, pretende "garantir melhores condições para as cerca de 220 crianças que frequentam o 1º ciclo do ensino básico, o jardim-de-infância, as atividades de animação e apoio à família e as atividades de tempos livres, bem como para a restante comunidade escolar".

Durante os trabalhos na escola, construída nos anos 80 do século XX, os alunos vão frequentar outro estabelecimento de ensino na mesma cidade.

O anúncio do lançamento do concurso da obra ocorre na mesma altura em que foi concluída uma intervenção, no valor de 600 mil euros, noutro estabelecimento de ensino semelhante, a escola básica n.º 3 de Santo André, no bairro do Pinhal, na mesma localidade, prestes a receber os alunos no ano letivo que se avizinha, 2017/2018.

O município está também a realizar uma intervenção na Escola Básica de 1.º Ciclo de Ermidas-Sado, no interior do concelho do litoral alentejano, que tem conclusão prevista para o "final deste ano". Ao todo, segundo divulgou a autarquia, as três intervenções rondam um investimento de "dois milhões de euros", que contam com uma comparticipação de fundos comunitários de 50%.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.