As primeiras peças de LEGO a partir de um plástico à base de cana-de-açúcar vão ser colocadas à venda ainda este ano, anunciou a marca esta semana.

Estas 11 crianças (mais tarde ou mais cedo) tornar-se-ão reis e rainhas
Estas 11 crianças (mais tarde ou mais cedo) tornar-se-ão reis e rainhas
Ver artigo

Ao fim de mais de seis décadas a fabricar brinquedos a partir de plástico, a empresa dinamarquesa com sede em Billund decidiu começar a reduzir a utilização de petróleo. Desde 1963, o material utilizado é o Acrilonitrilo-butadieno-estireno (ABS), obtido a partir do petróleo. É altamente resistente e duradouro, mas poluente e não biodegradável.

"Pode soar pretensioso, mas acreditamos que é nosso dever para com as crianças não prejudicar o planeta ao constuir os seus brinquedos favoritos", referiu Tim Brooks, vice-diretor do centro de responsabilidade ambiental e materiais sustentáveis da LEGO, numa entrevista ao Mashable.

Brinquedos de polietileno verde

Árvores, folhas, arbustos, todos ecologicamente verdes serão as primeiras peças feitas fabricadas a partir de cana-de-açúcar.

O material usado será o polietileno verde, um plástico produzido a partir do etanol extraído da planta. É flexível, macio e durável tal como o plástico convencional, garante a LEGO, com a vantagem de ser 100% biodegradável.

Esta decisão faz parte do plano da empresa para reduzir a pegada ecológica e substituir o petróleo por materiais sustentáveis nos produtos e embalagens, meta que a empresa com 85 anos espera alcançar em 2030.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.