Um homem feriu 20 crianças nesta terça-feira, três delas gravemente, em uma escola em Pequim, e foi preso em seguida, informaram as autoridades locais.

Um suspeito está "sob controlo" das autoridades e os estudantes feridos foram internados no hospital, declarou o governo do distrito de Xicheng, sem explicar os motivos do ataque.

O estado das três crianças gravemente feridas é estável e suas vidas não estão em perigo, acrescentaram as autoridades de Xicheng, no oeste da capital chinesa.

O ataque foi cometido por um homem armado com um martelo, segundo os média locais.

Ataques violentos dirigidos contra crianças em idade escolar não são incomuns na China, que tem visto uma série de incidentes mortais nos últimos anos. 

Em abril passado, um homem de 28 anos matou nove estudantes do ensino secundário quando estes regressavam a casa.

O assassino, que disse ter sofrido de bullying quando frequentou a escola na província de Shaanxi, no norte da China, foi executado em setembro.

Mais tarde, em 2018, uma mulher feriu 14 crianças com facas num jardim de infância na província de Sichuan.

Em janeiro de 2017, um homem armado com uma faca de cozinha esfaqueou e feriu 11 crianças num jardim de infância na região autónoma do sul de Guangxi Zhuang.

Tais incidentes forçaram as autoridades a aumentar a segurança nas escolas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.