"Retiramos os refrigerantes de nosso menu infantil", afirmou o Burger King em comunicado, indicando que as crianças poderão substituir a bebida achocolatada ou o sumo de maçã com uma "opção nutricional equilibrada".

Segundo o Burger King, a mudança foi já implementada em fevereiro.

A CSPI (Center for Science in the Public Interest), uma das organizações que luta para que a indústria de alimentos dos Estados Unidos proponha uma alimentação mais saudável, felicitou a cadeira pela iniciativa e pediu que os proprietários das franquias sigam o exemplo da matriz.

"Os refrigerantes e outras bebidas açucaradas provocam diabetes, cáries, obesidade e até problemas cardíacos e não devem estar presentes no cardápio das crianças", afirmou a  CSPI em comunicado.

"Faz falta que mais restaurantes façam o mesmo, porque as bebidas açucaradas só promovem doenças cardíacas e diabetes de tipo 2", ressaltou a associação de mães Momsrising.

A obesidade, causada em parte pelo alto consumo de açúcar, é um drama de saúde pública naquele país, onde dois em cada três adultos e uma em cada três crianças são obesas ou têm excesso de peso.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.