Na sua maioria, as crianças foram mortas ou feridos em Kiev, segundo dados da Procuradoria-Geral da Ucrânia.

A mesma entidade revelou também que estima que o número de escolas ou edifícios usados para o ensino que foram alvo de ataques por parte dos militares russos ascenda a 570, dos quais 73 ficaram totalmente destruídos.

O Estado-Maior das forças militares ucranianas afirmou, entretanto, que desde o início da invasão, as tropas russas perderam 16.400 soldados, entre mortos, feridos e prisioneiros.

Na sexta-feira, o alto comando militar russo informou, ao dar por terminada a primeira fase da operação militar na Ucrânia para se concentrar em Donbas, que o número de soldados russos mortos ascendia a 1.351, enquanto os feridos se cifravam em 3.825.

Este novo número é quase o triplo do divulgado pelo Ministério da Defesa russo, em 02 de março, que apontava para um total de 498 mortos em combate.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.