Esta é uma das queixas mais comuns das futuras mães. Veja aqui algumas formas para ajudar o seu companheiro a compreender como se sente e porquê:

• Faça-lhe uma (breve) apresentação do que as suas hormonas andam a fazer. Durante a gravidez, os níveis de estrogénio e de progesterona estão nos píncaros. Por sua vez, isso afecta as substâncias químicas do cérebro que regulam o seu estado de espírito, levando a variações de humor, depressão e sentimentos de ansiedade. Não tem qualquer possibilidade de controlar estas alterações hormonais e o seu efeito sobre o seu comportamento. Juntos, deverão encontrar algum conforto no facto de saberem que muitas mulheres se sentem muito melhor a partir do segundo trimestre.

• Explique que é normal sentir-se muito cansada no início da gravidez. A gravidez obriga todo o seu corpo a um grande esforço – gerar um ser humano é trabalho árduo! As variações hormonais também contribuem para que se sinta mole e provocam insónias.

• Assegure-se de que o seu companheiro sabe que as náuseas, os vómitos e a indigestão são muito comuns e que podem fazer com que se sinta muito mal disposta. Embora ninguém saiba ao certo o que causa os enjoos matinais (o nome na verdade engana, já que podem surgir em qualquer altura do dia), pensa-se que as hormonas dêem o seu contributo. O seu companheiro pode ajudar, oferecendo-lhe alimentos leves, como bolachas de água e sal ou torradas, logo pela manhã – ainda antes de se levantar da cama – para ajudar a acalmar um estômago inquieto.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.