Existem inúmeras dúvidas por parte dos pais quando as crianças deixam a fase da amamentação. Além disso, os bebés quando fazem doze meses, passam a ter mais curiosidade para experimentarem novos sabores. Não se esqueça ainda que vai sempre existir alguém da sua família que vai querer alimentar o seu rebento, com comidas e bebidas muito saborosas acreditando que não lhe faz mal nenhum à saúde. Por isso, é importante os pais estarem informados e com consciência do que realmente as crianças podem ou não comer e beber. Até aos dois anos de idade as crianças não devem ingerir certos alimentos. Portanto, é muito importante que antes de comprar ou dar ao seu filho, ler os rótulos das embalagens para saber exatamente a composição e verificar a idade indicada para consumo.
Para lhe facilitar a vida desvendamos alguns alimentos que devem ser definitivamente eliminados da alimentação das suas crianças até estas terem idade suficiente para conseguir consumi-las de uma forma segura.

Chocolate - O chocolate é rico em açúcar, cafeína e possui um alto teor de gordura que pode causar alergia e problemas gastro-intestinais. Apesar do chocolate ser um alimento energético e rico em cálcio, não oferece qualquer benefício à dieta infantil, podendo em excesso causar mau colesterol, peso e graves problemas de saúde. Portanto, o seu consumo deve ser evitado ao máximo até aos dois anos de idade.

Gomas e doces - O consumo destes alimentos pode deixar as crianças pequenas irritadas e cansadas. Além de provocar uma maior concentração de insulina no sangue aumentam a quantidade de adrenalina. São imensos os problemas que estas pequenas delícias podem trazer à saúde do seu filho, começando pela obesidade, as cáries dentárias e os diabetes.

Leite com chocolate - O ideal é ser apenas dado à criança o leite materno sem qualquer açúcar ou adoçante. O leite achocolatado é parecido com o chocolate em termos de ingestão podendo provocar-lhe alergias e diabetes, embora pareça mais saudável, a verdade é que não é e pode prejudicar a saúde da criança.

Café - Apenas as crianças com mais de seis anos estão prontas para experimentar beber café. Por ser rico em cafeína, o café é estimulante e provoca a dilatação dos vasos sanguíneos, aumenta a circulação, acelera os batimentos cardíacos e a atividade cerebral. Recomenda-se que de forma alguma ofereça café à sua criança para não interferir no seu crescimento e na forma de aprendizagem.

Salgados e bolachas - Alimentos industrializados ricos em sódio, alimentos transgênicos, corantes e gorduras trazem sérios riscos para as crianças podendo provocar mais tarde, doenças graves como a obesidade, hipertensão, colesterol e triglicérides. Evite dar-lhes qualquer alimento deste género para que possam crescer saudáveis.

Alimentos da charcutaria - Salsichas, mortadela, presunto entre outros são alimentos ricos em sódio, gorduras, conservantes, corantes e nitratos (substância que dá a cor avermelhada e é altamente cancerígena). Independentemente da idade estes alimentos fazem sempre mal por isso não os dê às suas crianças e aproveite para cuidar também da sua saúde.

Refrigerantes - Não têm qualquer benefício para a saúde e são ricos em açúcar, corantes, conservantes, sódio e outros químicos. Certos refrigerantes como a Coca-Cola contêm cafeína que desencadeiam a excitação e prejudicam o sono acabando por causar muitos nervos às crianças.

Bebidas lácteas - Estas não trazem benefícios à saúde das crianças. Coloridas artificialmente, com emulsificantes de sabor, são ricos em açúcar, conservantes e outros químicos. Quando as suas crianças completarem dois anos prefira dar-lhe os iogurtes naturais feitos em casa ou apenas de marcas que vendem os alimentos batidos e sem conservantes.

Leite fermentado - Alimentos industrializados e ricos em açúcares devem ser evitados ao máximo até que as crianças completem pelo menos dois anos de idade. O leite fermentado pode causar reações alérgicas e uma interferência precoce na aceitação de outros alimentos, por isso o ideal é evitar esta bebida.

Comida instantânea - As comidas instantâneas fazem mal à sua saúde e principalmente à das suas crianças pois contêm grande teor de sódio (que pode causar danos nos rins), conservantes, adoçantes e muitos aditivos químicos que são totalmente dispensáveis na alimentação dos seus pequenos.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.