Zé Lopes abriu o coração numa entrevista que deu ontem (6 de julho) a Maria Botelho Moniz no programa 'Goucha', uma vez que Manuel Luís Goucha encontra-se de férias.

O apresentador da TVI falou da sua infância marcada pela permanência do pai na prisão, que cumpriu uma pena.

Zé Lopes relata que todas as segunda-feiras a sua professora pedia que desenhassem o que tinham feito no fim de semana e que este acabava por imitar o que os colegas faziam.

"Eu via o que os meus colegas desenhavam e tentava fazer igual. Não por ter vergonha de ter um pai que foi detido e cumpriu a pena dele", assegurou.

"Sentia que os meus fins de semana eram muito monótonos. Eles iam para o parque divertirem-se, iam para os avós, e eu ia para a cadeia. Não havia nada de feliz que pudesse partilhar ali. Sentia que se copiasse o que faziam ia sentir-me mais normal, mais integrado, como me sentisse um deles. Não era vergonha, só não queira que vissem que o meu fim de semana era aborrecido", continua.

O convidado falou deste passado pela primeira vez publicamente numa entrevista anterior a Manuel Luís Goucha, ocasião que recordou nesta conversa.

"Sabia que mais tarde ou mais cedo iria ser descoberto, não é nada que me envergonhe, prefiro que as pessoas saibam por mim o que aconteceu", completa.

Veja o momento.

Leia Também: "TVI no seu melhor". Rui Oliveira ri-se de gafe de Zé Lopes e é criticado

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.