A entrada de Meghan Markle para a família real britânica deu muito que falar. Atriz, norte-americana, divorciada, plebeia: estas são características quem em tempos passados teriam impedido o seu casamento com o príncipe Harry, algo que a modernidade acabou por contrariar.

No entanto, eis que agora foram reveladas novas descobertas feitas quanto à ligação que a família de Meghan tem com a realeza britânica, a qual ultrapassa gerações, segundo o jornal The Express.

A tetravó da duquesa de Sussex trabalhou como cozinheira no Castelo de Windsor na sua adolescência em 1856, 160 anos antes de Markle subir ao altar com Harry.

Estas informações foram obtidas a partir de uma base de dados dos empregados da Royal Household.

Importa notar que Mary Bird, nome da tetravó, está relacionada com a família paterna de Markle, nomeadamente o pai, Thomas Markle.

Curioso, não?

Leia Também: Será que Harry e Meghan Markle vão escolher um destes nomes para a filha?

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.