Tânia Ribas de Oliveira vive um momento particularmente triste da sua vida. A avó da apresentadora da RTP morreu, tal como a própria o partilhou através de uma bonita homenagem pública que fez na sua conta de Instagram.

"A minha avó é doce e bonita, tem um cabelo armado e forte como a sua alma. Tem a gargalhada rasgada e sentida e os braços abertos para o abraço mais apertado. A minha avó dá beijos repenicados e tem as mãos macias como seda, porque viveu de mãos dadas ao amor da sua vida durante mais de 60 anos", começa por escrever.

"A minha avó ensinou-me a fazer tricot e mousse de chocolate. Ensinou-me a amar as pessoas e os animais e a ajudar os mais frágeis que não tiveram a nossa 'sorte'. Levou-nos a conhecer o país e o cheiro a maresia, o sabor dos figos acabados de colher e as manhãs lentas a ouvir rádio na cama. A minha avó chamou pelo meu avô todo o dia do dia em que o velámos, porque estava atrasado e não a podia deixar sozinha", continua.

"A memória das coisas presentes foi passando, mas o amor ficou sempre. Passaram sete anos desde que o meu avô se transformou na borboleta que me beijou esta semana. Veio buscar o amor da sua vida… ela atrasou-se uns dias porque as senhoras são mesmo assim e a minha avó não saía de casa sem vestir um fato de banho debaixo da roupa. Poderia sempre haver um mergulho inesperado. Estão juntos, no céu, de hoje até à eternidade. Obrigada. Aos dois, para além do sempre. Serão sempre presente e nunca passado", termina.

Leia Também: Tânia Ribas lamenta morte de padre Feytor Pinto: "Amigo da minha família"

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.