A semana começou com uma polémica relacionada às palavras usadas pela advogada Suzana Garcia quando comentava na crónica criminal do programa 'Você na TV', da TVI, a morte do jovem cabo-verdiano que foi espancado à porta de um bar em Bragança.

Convidada a comentar “a atenção mediática que o caso não teve”, Suzana Garcia defendeu que o crime foi falado, apenas “não se falou histericamente como essa gentalha queria que se falasse”. Palavras que ganharam enorme proporção mediática e que geraram uma onde de críticas e acusações contra a advogada, com a Ordem dos Advogados de Cabo Verde a ponderar processá-la.

Reagindo às acusações de que foi alvo, a comentadora do programa das manhãs da TVI teve esta quinta-feira oportunidade de reagir.

"Não percebo tanta polémica criada com a palavra gentalha, porque é que não houve a mesma polémica com essa mesma pessoa, Mamadou Ba, quando se refere às conclusões que tira", começa por dizer, referindo-se ao dirigente do SOS Racismo.

Questionada por Manuel Luís Goucha, que apresenta o formato ao lado de Maria Cerqueira Gomes, sobre a possibilidade de a palavra "gentalha" ter sido usado em referência aos cabo-verdianos, este explicou: "Nem disse sequer que os cabo-verdianos são gentalha".

Por fim, esta fez questão de manifestar uma vez mais o seu ponto de vista deixando claro que a sua opinião em nada se prende com motivações racistas. "Porque carga de água é que vamos pensar que só porque foi um negro houve conotação racial", questiona, comparando a morte do jovem cabo-verdiano com a do jovem esfaqueado no Campo Grande.

Leia Também: Ordem dos Advogados de Cabo Verde pondera processar Garcia

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.