Sérgio Rossi viveu uma das piores fases da sua vida no verão de 2019. O cantor separou-se da mulher com quem namorava há oito anos depois de descobrir que tinha sido traído.

Sem esconder o seu sofrimento, Sérgio chorava antes e depois dos espetáculos.

"Chorava a desilusão", lembrou o artista esta segunda-feira em entrevista a Júlia Pinheiro.

"Não estava à espera que as coisas tivessem acontecido daquela maneira, não estava à espera que a pessoa em questão tivesse tido uma atitude que provocou a minha reação. Pensava que ela era uma pessoa equilibrada, mas a vida é mesmo assim", declara, voltando a afirmar o quanto foi "duro" viver este drama com uma agenda repleta de espetáculos.

Sérgio confessa mesmo que chegou a precisar de acompanhamento psicológico: "Tive de andar no psiquiatra. Tive de fazer consultas no psicólogo para me equilibrar um bocadinho... para tentar conseguir dormir muitas vezes, porque precisava de dormir para cantar e ter boa voz".

Importa ainda lembrar que esta foi uma entrevista marcada pela emoção, foi em lágrimas que Sérgio Rossi lembrou o difícil percurso profissional que teve de ultrapassar até conseguir alcançar o sucesso.

Leia Também: Cláudio Ramos sobre a despedida da SIC: "Não saio magoado com ninguém"

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.