Rose McGowan acredita que Oprah Winfrey não foi verdadeira quando apoiou o movimento #MeToo.

Este domingo, a atriz partilhou uma fotografia antiga da apresentadora com Harvey Weinstein e disse que estava a descobrir "a horrível verdade" sobre Oprah.

"Queria que ela fosse verdadeira, mas não é. De ser amiga de Weinstein a abandonar e destruir as vítimas de Russell Simmons, ela está prestes a apoiar uma estrutura de poder doentia para ganho pessoal, ela é tão falsa quanto parece", disse, referindo-se à apresentadora.

Recorde-se que Weinstein foi acusado de assédio e agressão sexual por várias mulheres, tendo sido McGowan uma das primeiras a tornar o crime público. Acusações que deram origem ao movimento #MeToo em outubro de 2017.

Harvey Weinstein foi considerado culpado de dois crimes em fevereiro de 2020 e está detido. Russell Simmons também foi acusado de abuso sexual por 20 mulheres. O produtor musical negou as acusações e manteve-se discreto nos últimos anos, como relata o Page Six.

Ao que tudo indica, as críticas de McGowan refere-se ao envolvimento de Oprah no documentário 'On the Record', de 2020, que se centra nas alegações de abuso sexual e assédio contra Russell Simmons. Isto porque a apresentadora estava inicialmente com o cargo de produtora executiva do filme, mas acabou por não ficar nesse papel, tendo citado diferenças com as pessoas que estavam a dirigir o mesmo.

Leia Também: Entrevista que Harry e Meghan deram a Oprah está nomeada para os Emmys

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.