Como está a correr esta segunda gravidez?
Estou de cinco meses, já passei metade, vou para a recta final. Está tudo a correr lindamente. É um rapaz mas ainda não tem nome. Queria muito um nome mas o meu marido não concorda. Ainda tenho 4 meses e vou utilizar todas as técnicas para o convencer (risos).
Está a ser difícil superar este calor intenso?
Este calor não está a custar especialmente mais do que às outras pessoas. Prefiro estar grávida no Verão do que no Inverno. Esta gravidez está a ser maravilhosa comparada com a da minha filha Maria, de um ano, que foi má do princípio ao fim. Foram sete meses em casa. Portanto estou mais do que feliz, estou felicíssima.
Então vai trabalhar até ao final da gravidez?
Penso sair com contracções da SIC para o Hospital. É o meu objectivo (risos).
O parto está previsto para decorrer em que hospital?
Será no hospital São Francisco Xavier onde está o médico que me assiste e onde a minha mãe trabalha. Vou sentir-me em casa.
Vai recorrer à criopreservação das células estaminais do cordão umbilical?
Não fiz com a Maria porque me disseram que ainda era um pouco ficção científica. Disseram-me que está a anos-luz de ser uma coisa possível de se realizar. E que, mesmo quando há a opção de se poder usar essas células, há sempre soluções mais efectivas, como muito mais sucesso, como o recurso à medula óssea.
Portanto não quer recorrer a este método?
Não. Se me oferecessem claro que faço. Mas acho que há uma tentativa de convencer as pessoas de que é um seguro de vida mas não será bem assim, por enquanto.
Já tratou dos pormenores logísticos para a chegada do filhote?
Ele vai dormir no quarto da Maria. Enquanto forem pequeninos dormem juntos e depois teremos que mudar de casa porque não cabemos todos.
Tem feito muitas comprinhas para o bebé?
Não tenho feito compras nenhumas. É rapaz, não tem metade da graça. É o segundo filho e tenho mil coisas da irmã. Ele, coitado, está em risco de vestir muita coisa cor-de-rosa (risos). Vou comprar mais para a frente. Agora, é preciso sermos um bocadinho mais resguardados, até porque quase não cabemos em casa com tanta tralha. A Maria, por exemplo, tem mais coisas do que eu e o pai juntos e julgo que precisamos de ser mais contidos nas despesas.
O nome do bebé seria um bom presente para lhe oferecer?
Sim, queria o nome Duarte. Vou pedir ao Pai Natal (risos).

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.