Foi em conversa com João Baião e Diana Chaves que Cláudia Vieira, enquanto preparava uma receita da avó, decidiu destacar a manifestação dos empresários da restauração e da animação noturna que se mantêm em frente à Assembleia da República.

"Estamos a viver um momento muito crítico", começou por dizer, deixando uma mensagem a todos os que fazem parte da restauração e dos estabelecimentos noturnos.

Além de ter destacado também o setor da cultura, acrescentou, referindo-se aos empresários da restauração: "Esta parte específica está a sofrer realmente muito. Esta greve de fome que estão a fazer junto à Assembleia, tem-se assistido a coisas absolutamente tristes, pessoas a chegarem lá e a levarem as chaves dos estabelecimentos que estão a fechar. Pessoas que têm restaurantes há 30 anos e que, de repente, o seu negócio não está a suportar este momento e estão a fechar portas. Acho que é triste e é necessário serem ouvidos e alterarem as condições. Que o Governo faça alguma coisa por esta área".

"Que se veja alguma coisa a acontecer. [...] É uma área que contribui muito para o turismo em Portugal", continuou, desejando "muita força, coragem" e que "as medidas venham da melhor forma possível".

Leia Também: Namorado de Cláudia Vieira: "Uma vergonha o que andam a fazer connosco!"

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.