O príncipe Harry é um "homem destroçado" que precisará do apoio da mulher, Meghan Markle, quando regressar aos Estados Unidos. Tais declarações foram feitas por Paul Burrell, antigo mordomo da princesa Diana.

Na visão de Paul a viagem de Harry ao Reino Unido, a propósito do funeral do avô, o príncipe Filipe, levou o príncipe a perceber o quão "dividido" se sentia entre a sua antiga e nova vida.

"O mundo do Harry desabou quando ele deixou o Reino Unido e mudou-se para a Califórnia no ano passado - e agora está a sofrer as consequências. E em circunstâncias tão devastadoras - para assinalar a morte do avô", afirmou Burrell à revista Closer.

"Voltar ao Reino Unido, ver a família - a família que ele criticou -, é extremamente difícil. Ver a sua adorada avó, a rainha, e encarar o pai e o irmão não terá sido fácil", defendeu.

"A capela - a mesma onde casou com a Meghan há quase três anos em circunstâncias muito diferentes. Deve ter despertado emoções dolorosas para ele. Ele sentirá muito o impacto da sua decisão até regressar a casa", continua.

Na visão do entrevistado, o duque de Sussex deverá estar a sentir o seu "coração dividido entre dois lados do Atlântico".

Paul espera que a partir de agora a família real britânica possa vir a trabalhar sobre estes problemas, pelo que será muito improvável assistir no futuro a polémicas entrevistas como aquela que Harry e Meghan deram a Oprah Winfrey.

Leia Também: Harry enviou uma carta "profundamente pessoal" ao pai, príncipe Carlos

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.