Em abril, o mundo despediu-se do príncipe Filipe, marido da rainha Isabel II, que morreu aos 99 anos. Na altura, várias pessoas lamentaram o facto do duque de Edimburgo não ter conseguido completar o seu centenário. No entanto, este não era o seu desejo.

Na nova biografia - 'Philip: The Final Portrait', o duque revelou ao seu biógrafo de longa data, Gyles Brandreth, que não fazia parte dos seus planos viver assim tanto tempo.

"Certamente não quero continuar até ter 100 anos como a rainha Elizabeth [a Rainha Mãe]", disse Filipe, segundo a revista People. "Não consigo imaginar nada pior. Já estou a cair aos pedaços. Não tenho absolutamente desejo nenhum de me agarrar à vida desnecessariamente. É uma perspetiva medonha", confessou.

Por outro lado, o companheiro da monarca britânica notou que "os arrependimentos são uma "perda de tempo", sem qualquer "objetivo", pelo que não guardava nenhum.

"Tentei manter-me ocupado. Tentei manter-me útil. Espero que tenha ajudado a manter as coisas no eixo", terminou.

Leia Também: William e Kate Middleton planeiam mudar de casa com os três filhos

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.