Com apenas oito anos, Pelé prometeu a si mesmo ser uma estrela. Aconteceu durante a derrota da seleção brasileira contra o Uruguai, na final da Copa do Mundo em 1950.

Dito e feito. Como atleta, Pelé é único. Jogou quatro Mundiais, conquistou três. Algo nunca antes conseguido por nenhum jogador.

Com o recorde de 1281 golos em 1363 jogos ficou reconhecido mundialmente e tornou-se uma lenda.

Foram muitos os prémios, homenagens, incontáveis títulos, filmes e canções inspiradas na sua trajetória marcadas pelo seu talento único em campo.

Como símbolo, Pelé também é único. Mais do que qualquer outro atleta de qualquer outro país, virou a expressão da superação, do esforço e conquista de uma nação sendo, ao mesmo tempo, um dos grandes ídolos universais.

O Rei que nunca precisou ser coroado.

Após pendurar as chuteiras, o 'Atleta do Século' foi embaixador das Nações Unidas e ministro do Desporto do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, de 1995 a 1998. Testou a faceta de cantor, fez aparições no cinema e ainda lucrou com publicidade.

Recorde-se que o ex-jogador casou-se casou duas vezes e tem sete filhos.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.