Como Júlia Pinheiro já tinha anunciado, Romana esteve no programa das tardes da SIC para falar sobre o afastamento da vida mediática.

Ao lembrar o início da carreira no mundo da música, disse: "Nunca escolhi o reportório, mas não me arrependo do que fiz porque foi um trajeto muito bonito. Trabalhei com pessoas maravilhosas. Mais tarde, apercebi-me que queria dar mais, achava que tinha mais para dar e que o público merece a nossa verdade absoluta. E eu não estava a dar a minha verdade absoluta, aquilo que queria dar".

"Tentei ir por outros caminhos, falei com a editora com muito amor e carinho, sai em bem. Deixaram-me sempre a porta aberta", garantiu, referindo que esta nova fase "correu bem, mas teve experiências difíceis".

"Em 2008 fiz a minha primeira experiência musical diferente, fora do formato, mudei de editora. Entretanto, não fizeram o que tínhamos combinado", contou Romana, recordando que em 2015 lançou um álbum que foi "completamente pago por si". "Investi em tudo", afirmou.

No entanto, não conseguiu o apoio que esperava das editoras que contactou. Inicialmente, disseram-lhe que "iam avançar com o projeto", mas depois não foi contactada para esse efeito. Por isso, tomou a iniciativa de ligar para a editora em questão e disseram-lhe: "Estamos com um grande problema porque tu és a Romana. E eu perguntei o que é que isso queria dizer, se tinha feito algum mal, e eles disseram que eu tinha todo um caminho na música como Romana, em música popular, e não sabiam o que fazer comigo".

A artista confessou que sentiu que "há um preconceito". "Porque é que vou mudar de nome se tenho um público que me acompanhou até agora, e acho que fiz uma carreira bonita? Acho que tem a ver com uma evolução, nós podemos evoluímos", disse, reconhecendo que "está refém do passado".

"Olham para nós, artistas de música popular, como se fôssemos menos. Tentei aproximar-me de alguns produtores. 'Canta muito', mas é a Romana, não posso misturar o meu nome. Às tantas afastei-me", desabafou.

Apesar de ter ficado muito "desiludida", continua com esperança e "fé". "Tenho uma fé enorme em Deus. Tenho de acreditar que a nossa bondade tem retorno", destacou, sem deixar de recordar que "ficou em baixo" com as recentes experiências.

"Também passei por um período de mudança. Foi separar-me, a música, tudo a acontecer ao mesmo tempo. A minha vida sofreu uma grande transformação, e depois a perceção que tenho do mundo, da obesidade mental que as pessoas vivem. É tudo tão negativo à tua volta, as notícias, as pessoas, os comentários...", salientou.

Romana não se sentia preparada para aparecer em público e, por isso, deixou-se ficar na sua "bolha". "E depois engordei um bocadinho mais e comecei a pensar se estava preparar para lidar com alguns comentários... Decidi ficar mais um bocadinho na minha bolha. E depois também fui mãe de dois lindos meninos", relatou.

No entanto, encontra-se agora preparada para avançar com novos desafios, e vai lançar um novo tema em breve, "com origens do leste e fado". "Se não for eu a acreditar, mais ninguém vai acreditar. Alguém tem que dar um passo de coragem", realçou, confessando também as saudades que tem dos palcos.

Antes de terminar, prometeu ainda que irão surgir outros novos projetos em breve, mas ligados à cozinha.

Uma entrevista emotiva que levou a artista a ser surpreendida com várias mensagens, além da presença do atual companheiro, Santiago Gomes, e dos filhos.

Leia Também: Romana partilha tesourinho único com Ágata. "O tempo voa"

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.