A atriz Joana França, filha de Noémia Costa e Licínio França, esteve esta quarta-feira em grande destaque no programa 'Júlia', da SIC. A artista foi entrevistada por Júlia Pinheiro e numa conversa intimista recordou o seu percurso artístico.

Depois de ter feito muito sucesso enquanto adolescente e jovem adulta, Joana sofreu uma paragem na carreira.

A filha de Noémia Costa explica que de um momento para o outro deixou de conseguir trabalhos na área da representação e relaciona a falta de oportunidades com o facto de ter engordado.

"Na altura foi uma fase em que deixei de fumar, fumava muito e tive alguns problemas de cordas vocais. Deixei de fumar e engordei alguns quilinhos... E, como sabes, a imagem infelizmente fala mais alto", conta, explicando que sentia nos castings em que participava que era olhada de alto a baixo.

"O peso tapa o talento, é uma coisa absurda, e é um olhar menor", reagiu Júlia Pinheiro, condenando este preconceito existente no meio artístico.

Joana viu as portas fecharem-se, viveu a revolta de quem perdeu as oportunidades que antes eram certas e precisou de se reinventar. "E, de repente, as portas começaram-se a fechar. Passei por uma fase de revolta muito grande e percebi realmente a importância dois estudos e fui fazer o que não tinha feito. Voltei a estudar", conta.

Joana estudou, entrou na faculdade e no mercado de trabalho. Começou num call center e acabou por fazer "uma carreira a nível empresarial". Hoje é com grande entusiasmo que vê a sua vida artística ser retomada aos poucos.

Leia Também: Noémia Costa tece rasgados elogios à filha. "Exímia, única e imensa"

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.