Os Nirvana venceram em tribunal o processo que os acusava de violação de direitos de autor. A banda estava a ser acusada por Jocelyn Susan Bundy, neta de Charles-Wilfrid Scott-Giles, de utilizar sem autorização uma imagem do ilustrador, que representa o 'Inferno de Dante', numa t-shirt vendida desde 1989.

Jocelyn iniciou em 1977 um processo contra a distribuição da t-shirt e da imagem em questão. Agora, em janeiro deste ano, quis voltar ao tribunal para alegar que a imagem foi criada pelo seu avô como parte de um trabalho académico sobre heráldica.

O tribunal, na voz do juiz responsável pelo caso, considerou que o processo deveria ser analisado por um tribunal britânico e não por um norte-americano, como até aqui, uma vez que "uma das disputas principais se refere aos direitos de autor da ilustração, que se rege pela lei britânica".

Em declarações à Billboard, o advogado da queixosa assegurou estar a analisar a possibilidade de, seguindo as indicações do juiz, dar entrada com o processo num tribunal do Reino Unido.

Notícias ao Minuto

A t-shirt que deu origem à polémica© DR

Leia Também: Ciclista usa app de GPS para recriar capa de álbum dos Nirvana

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.