Ao longo dos últimos anos, Katy Perry tem estado envolvida numa batalha judicial para conseguir a propriedade de um convento em Los Angeles, que comprou em 2015, por 13 milhões de dólares (10 milhões de euros).

Apesar da cantora ter comprado a propriedade à arquidiocese de Los Angeles, as freiras garantiram que já tinham fechado negócio com um outro comprador, nomeadamente, Dana Hollister, uma promotora imobiliária que queria restaurar o espaço e convertê-lo num hotel.

Ora, na passada sexta-feira, aquando uma das sessões de julgamento, uma das freiras, Catherine Rose Holzman morreu aos 89 anos. Holzman era uma das pessoas que queria evitar a venda do convento à artista. Aliás, a mesma terá pedido a Katy Perry para que desistisse, até porque considerava que o processo estava a prejudicar muitas pessoas.

As últimas informações relativas ao processo davam conta que a artista de 33 anos estava a conseguir dar uns passos à frente. Em 2015, a arquidiocese de Los Angeles negou a possibilidade das freiras venderem a propriedade a Dana, declarando posteriormente a venda inválida. Em dezembro do ano passado a cantora chegou a assinar documentos que estabeleciam a propriedade como sua.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.