Demi Lovato deu uma entrevista reveladora ao Dr. Phil na qual falou das fases mais difíceis por que passou durante o seu crescimento. Sem dúvida que um dos temas que mais se destacou foram as vezes em que tentou pôr fim à própria vida: “A primeira vez que pensei no suicídio tinha sete anos e tinha esse fascínio pela morte”, admitiu. “Experienciei coisas das quais nunca falei e não sei se alguma vez falarei”, referiu.

A artista referiu que na época era uma criança que estava em sofrimento constante: “Aos sete anos, sabia que se tirasse a minha própria vida a for iria terminar”, lamentou.

Lovato contou que estes pensamentos suicidas voltaram quando andava na escola e era vítima de bullying e com as sucessivas depressões com que tinha de lidar, assim como as consequências do seu distúrbio bipolar. “Comecei a cortar-me e isso foi durante um tempo em que a minha mãe começou a ter medo de me acordar porque não saberia se iria estar viva ou não”, recorda.

Entretanto surgiram os problemas relacionados com o vício no álcool, drogas e ainda distúrbios alimentares.

“O que realmente me magoou foi quando os meus amigos se viraram contra mim. Foi um drama aos 12 anos no sétimo ano. A reação foi mais extrema do que o normal. Eles fizeram uma petição a pedir que eu me suicidasse e ela passou por todo a escola para as pessoas assinarem. Estava a ser maltratada por causa do meu peso”, sublinha.

Veja a entrevista aqui.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.