A ida de Judite Sousa para a Tailândia, a propósito do salvamento de 12 crianças e do seu treinador de futebol de uma gruta, deu que falar por motivos bons e outros nem tanto.

Indiferente às críticas, a jornalista da TVI continua a partilhar com os leitores do seu blogue alguns pormenores da sua estadia por lá, que foi bastante desafiante.

“Com a diferença horária de seis horas, na Ásia só dá para dormir duas ou três horas por dia. No intervalo das reportagens e dos diretos, aproveitamos para descansar o que for possível. Se for no chão, que seja. O importante é não falhar”, sublinhou.

Felizmente, a história acabou por ter um final feliz após todas as pessoas terem sido resgatadas com sucesso.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.