A apresentadora Isabel Angelino sente que a RTP não está a aproveitar todas as suas capacidades profissionais e confessa que se sente marginalizada e discriminada.

“Não posso negar que me sinto marginalizada e discriminada. Não sei se este afastamento se deve ao facto de já ter ultrapassado os 40, mas a ser é um erro”, desabafa ela numa entrevista à “Flash”.

A apresentadora tem dois projetos na RTP Memória, “À Conversa” e “Revelações”, mas a pouca visibilidade do canal faz com que as pessoas a abordem e lhe digam que anda desaparecida, o que a deixa triste.

“Gosto dos projetos que tenho em mãos, mas confesso que me sinto triste com o que está a acontecer. Sempre que entra uma nova direção peço uma reunião e mostro-me disponível e cheia de vontade para trabalhar mas as oportunidades não chegam…”, afirma.

Isabel Angelino, que se reconciliou com Ângelo Rebelo depois de uma separação de alguns meses, confessa que atualmente vive numa permanente lua-de-mel com o cirurgião estético:

“Antes trabalhava com ele e o facto de estarmos juntos 24 horas não era saudável. Agora, damos tempo a que haja saudade e reencontrarmo-nos à noite é maravilhoso. Estamos em permanente lua-de-mel”.

O casal passou recentemente um fim-de-semana prolongado em Paris, a cidade do amor, onde aproveitou para namorar bastante. “Paris é uma cidade muito romântica”, admite Isabel Angelino.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.