Gonçalo Diniz esteve, na manhã desta quinta-feira, n'O Programa da Cristina', da SIC, para falar sobre a homenagem que decidiu fazer ao falecido amigo, o também ator João Ricardo.

Depois de anunciar a iniciativa, o ator abordou a recente morte do sogro, Raul Cerveira, pai de Sofia Cerveira, que partiu no início do mês de maio.

"Era um grande amigo, um grande companheiro. Acompanhei o meu mestre [como tratava carinhosamente o sogro] durante a quimioterapia toda dele. Ele teve cancro depois de mim", contou Gonçalo Diniz.

"Houve uma vez que ele olhou para mim e disse: 'eu quero fazer exatamente o que o Gonçalo fez, quero-me curar", lembrou.

"Acompanhei todo o processo. Tive um processo com o meu sogro de dois anos, inesquecível... Ele era um grande mestre", acrescentou, referindo que os últimos três meses foram mais "delicados" por causa da pandemia da Covid-19. "Não pôde ter visitas", explicou, revelando que não houve a oportunidade da família se despedir de Raul Cerveira.

Uma conversa emotiva onde Gonçalo Diniz teceu rasgados elogios ao sogro. "Ele foi muito grande. Foi em paz. Foi embora feliz e contente, nós é que ficamos aqui tristinhos porque ainda cá estamos a pensar", concluiu.

Leia Também: "Conta a nossa história de amor". Gonçalo Diniz homenageia João Ricardo

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.