Dylan Farrow, a filha adotiva de Woody Allen e Mia Farrow que alega ter sido vítima dos abusos sexuais do pai, acusou um jornalista do The New York Times de defender o cineasta.

A reportagem, que causou a revolta de Dyaln, foi escrita por Bret Stephens e defende não existirem provas suficientes de que Woody Allen seria um predador sexual, alegando ainda que tudo não passa de uma farsa que a própria Dylan havia inventou na sua cabeça.

Incrédula com a situação, a atriz usou o twitter para criticar as palavras do jornalista. Dyaln garante que a “incredulidade” do jornalista “não muda o que aconteceu naquele dia [em que ela foi abusada]”.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.