Esta quinta-feira, dia 13, Mariana Patrocínio esteve à conversa com Júlia Pinheiro para falar sobre a doença com que o filho mais velho foi diagnosticado: a artrite idiopática juvenil.

A irmã de Carolina Patrocínio referiu que tudo começou com queixas que Mateus, de sete anos, tinha relativas ao joelho, que ficava inchado.

"Começou a coxear. Ele próprio dizia que às vezes doía", destaca, confessando que no início desvalorizou o sucedido, nunca pensando que fosse algo tão sério.

No entanto, os alertas constantes da sua pediatra fizeram com que acabasse por ir a um especialista em reumatologia, no qual foi feito o respetivo diagnóstico.

"Percebi que era uma coisa crónica, grave, que ia acompanhá-lo para a vida e que poderia afetar a qualidade de vida", sublinhou.

Mariana afirmou que Mateus está a lidar bem com toda a situação, apesar de se ver impedido de, por exemplo, fazer exercício físico. "Ele acorda sempre pior, por causa da rigidez matinal", deu conta, referindo ainda que o filho tem de dormir com uma tala para não dobrar o joelho e que todas as semanas tem de levar uma injeção.

"Já fez três cirurgias, mas a primeira não teve a ver com a doença", realça, referindo ainda que tem esperança que esta entre em remissão, como aliás já aconteceu em alguns casos.

"Há a possibilidade de entrar a remissão, mas pode ter várias crises e aparecer noutra articulação. É uma incógnita", informou.

"Fartei-me de chorar quando soube", recorda, referindo que o marido demorou mais tempo a perceber do que realmente se tratava.

Por fim, Mariana sublinhou que o motivo pelo qual optou por partilhar a sua história era para que todos os pais ficassem conscientes em relação à doença autoimune.

Leia Também: Sobrinho de Carolina Patrocínio sofre de doença crónica autoimune

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.