George Clooney voltou a mostrar o seu lado solidário e revelou que acolheu um refugiado da comunidade yazidi numa das suas residências, em Augusta.

Segundo o The Hollywood Reporter, o ator contou que o homem estava a deslocar-se de autocarro para Mosul, Iraque, quando dispararam contra os dois condutores. Na altura, os assassinos disseram que o objetivo era matar “quem queria ir para a universidade”.

“Ele sobreviveu e veio para a América”, disse, o ator, referindo que foi aí que o conheceram, assim como toda a sua história.

Logo de seguida, Amal e George Clooney fizeram questão de ajudá-lo, dando-lhe a oportunidade de continuar a investir na sua formação. Atualmente, estuda na universidade de Chicago.

As ações de caridade não são novidade na família Clooney. Já é conhecido o trabalho solidário do ator em diferentes campos, tendo criado a The Clooney Foundation for Justice em 2016.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.