A entrevista de Meghan Markle e do príncipe Harry para a CBS com Oprah Winfrey ainda está no centro das atenções na imprensa internacional. Agora, vários meios de comunicação destacam que a conversa que o casal teve com a apresentadora poderia ter sido adiada, caso acontecesse algo de muito grave ao príncipe Filipe, como por exemplo se o marido da rainha Isabel II tivesse morrido.

Uma amiga próxima de Oprah Winfrey, Gayle King, disse no seu programa, no SiriusXM, esta quarta-feira, que os ex-membros da realeza britânica marcaram a entrevista antes do príncipe Filipe ir para o hospital, em fevereiro.

"Se algo, Deus me livre, tivesse acontecido ao príncipe, a entrevista não teria sido transmitida neste momento específico", afirmou.

"Mas a entrevista foi feita e agendada antes de ele ir para o hospital. Muitas pessoas levantaram essa questão", acrescentou.

De referir que Meghan e Harry receberam algumas críticas por terem transmitido a entrevista enquanto o príncipe Filipe, de 99 anos, estava hospitalizado a recuperar de uma cirurgia cardíaca.

Entretanto, o duque Edimburgo já teve alta hospitalar, esta terça-feira, 16 de março, e regressou a casa.

Leia Também: Príncipes Harry e William já conversaram: "Não foi produtivo"

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.