Depois da resposta de Cristina Ferreira e do comunicado da TVI onde são negadas as acusações feitas esta quinta-feira nas capas de algumas revistas nacionais contra a diretora de ficção e entretenimento da estação, surge agora a reação de Eduardo Madeira.

O humorista, que agora trabalha diretamente com Cristina Ferreira no programa 'Cristina ComVida', recorreu às suas redes sociais para siar em sua defesa.

"O Mick Jagger disse uma vez sobre a imprensa: 'Não quero saber o que dizem de mim, desde que a minha foto venha na capa'. E de facto diziam tudo sobre ele. Que dormia com Londres inteira, que consumia meia Colômbia por festa, que experimentava os lençóis de Bowie e da esposa. Mas ele borrifava-se no assunto. Era uma estrela de rock. No entanto isto começa a ultrapassar os limites", começa por escrever.

"Esta mulher não é uma estrela de rock, tem família e isto dói. As capas das revistas hoje são estas. Falsa, ambiciosa, vingativa, mentirosa, etc. Numa altura em que o bullyng está na ordem do dia não será de olhar para isto? Defendo intransigentemente a liberdade de imprensa, mas isto é outra coisa", aponta.

"Está na altura de, por humanismo, bom senso, altruísmo, empatia ou que lhe quiserem chamar, meter um travão na adjectivação negativa e insultuosa que fazem a esta mulher. Não vale tudo. Desculpem, não me queria meter no assunto, mas também não tenho sangue de barata. Mesmo que a Cristina fosse metade do que dizem já se ultrapassou aqui uma linha vermelha. Agora já estão a malhar por malhar. Isto já é bater no ceguinho. Irra, que é demais", defende, por fim, o humorista.

Leia Também: TVI nega mau ambiente, defende Cristina Ferreira e fala em "difamação"

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.