O divórcio de Bill e Melinda Gates começou a ser tratado há meses, conforme apurou o TMZ. Aliás, o agora ex-casal tinha planeado anunciar a separação em março, data que acabou por ser alterada.

No entanto, e ao contrário do que tinha sido noticiado primeiramente, o divórcio não foi um processo amigável. Antes pelo contrário criou uma série de problemas no seio da família Gates, com todos os membros a ficarem do lado de Melinda e contra Bill.

A animosidade era de tal ordem que o website conta que Melinda decidiu arrendar uma ilha (sim, uma ilha inteira) - a Calivigny Island, que custa 132 mil dólares por noite (109 mil euros) -, para lá refugiar-se com a família e fugir aos jornalistas.

Notícias ao Minuto

Ilha onde Melinda Gates e restante familiares ficaram © Reprodução - Calivigny-Island.com

Notícias ao Minuto

Ilha onde Melinda Gates e restante familiares ficaram © Reprodução - Calivigny-Island.com

Todas as pessoas da família foram convidadas a ir menos... Bill Gates.

Sabe-se ainda que surgiram uma série de complicações com o processo. Os advogados de ambos os membros do casal pediram para que as mesmas fossem resolvidas, no entanto, Melinda manteve a sua decisão e foi à mesma para a ilha.

Não se sabe se por lá continua.

Leia Também: Tradutora nega ter sido a causa da separação de Bill e Melinda Gates

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.