A grande entrevistada de Cristina Ferreira deste mês para a revista ‘Cristina’ foi Bárbara Guimarães. Esta, foi uma das raras entrevistas dadas por Bárbara, desde que o caso do seu divórcio de António Maria Carrilho veio a público.

Tal como Cristina o refere, a conversa entre as duas representou o quebrar de um silêncio há muito mantido pela colega. Por isso mostrou-se solidária com ela:

“Bárbara Guimarães é minha colega de profissão. Eu sei o que é estar nas páginas da chamada imprensa cor-de-rosa. E sei como é ver a nossa vida privada, que é só nossa, invadida, estampada em verdades e algumas mentiras que cada um julga como lê. Para a protagonista de capa deste mês, os últimos tempos têm sido terríveis”.

“Será a Justiça a decidir tudo, mas quisemos ouvir Bárbara, quisemos perceber como é que se levanta do chão e onde é que ganha forças para continuar. São muitos os seus silêncios. Tão grandes quanto o seu sofrimento. E esse nota-se. Ao longo do dia que passámos juntas, percebia-se que lhe faltavam sorrisos. Afetos. O tempo, diz ela, é o seu maior aliado”, termina o seu blogue.

Recorde-se que hoje registaram-se mais desenvolvimentos no processo. O Tribunal da Relação de Lisboa (TRL) rejeitou o pedido de afastamento da juíza Joana Ferrer Andrade. O mesmo tinha sido feito, por causa de considerações feitas pela própria, onde criticou em audiência a demora de Bárbara em apresentar queixa contra Carrilho.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.