Três meses após a morte de João Ricardo, o Teatro A Barraca, em Lisboa, foi esta quinta-feira, dia 22, o palco escolhido para a apresentação do livro escrito pelo ator ‘Os Dias que (Não) Contam’.

Ao contrário do que tinha sido anunciado pela editora, o filho do artista, Rodrigo, não apresentou a obra, mas esteve na plateia e escutou com atenção as palavras calorosas de Paulo Oom e Custódia Gallego.

Os dois atores apresentaram o livro, recordaram o amigo e convidaram o público a conhecer as memórias que o ator escreveu enquanto ainda batalhava contra o cancro. ‘Os Dias que (Não) Contam’ relata episódios de uma infância difícil, não esconde os dias em que foi sem-abrigo, conta o melhor de uma carreira repleta de projetos e exalta, uma vez mais, o seu amor incondicional pelo filho. No fundo, um conjunto de “memórias de um menino que foi menino para sempre”, tal como se pode ler no subtítulo do livro.

"Enquanto nos lembrarem, não podemos morrer. Somos parte de quem fica, até que a última memória de nós desapareça", escreveu o ator na autobiografia, que mostra de forma inédita as fotografias que marcaram a sua vida.

Para homenagear João Ricardo, estiveram pressentes no lançamento da obra atores e colegas muito conhecidos do grande público, entre os quais António Cordeiro, Susana Celas, Sofia Nicholson, Pedro Górgia e Maria do Céu Guerra.

“Este livro faz com que ele seja imortal”, afirmou António Cordeiro em declarações ao Fama Ao Minuto. “O João era uma pessoa muito estranha, como todos nós, por isso é que ele agradava. O João tinha uma maneira de estar na vida muito peculiar, eu conheço coisas dele que não vou revelar, mas sei que ele era uma pessoa muito dada, muito prestável e muito amada por uma série de gente”, afirmou o ator ,lembrando o amigo com saudade.

Susana Cacela, que contracenou com João Ricardo numa das suas últimas produções, a novela ‘Espelho de Água, também recordou o colega como uma pessoa divertida e com que tinha gosto de trabalhar. “Foi muito, mas mesmo muito, divertido trabalhar com ele”, lembrou. “O João fez parte da minha vida e continua a fazer, das minhas lembranças, das minhas recordações e da saudade que eu vou ter dele sempre. Era um grande amigo e um grande colega”, concluiu a artista.

Recorde-se que João Ricardo morreu a 23 de novembro de 2017, vítima de um tumor maligno no cérebro.

Confira a galeria e veja as fotos do lançamento do livro ‘Os Dias que (Não) Contam’.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.