Joana Machado Madeira foi convidada de Manuel Luís Goucha esta segunda-feira, no programa das tardes da TVI, onde deu um testemunho inédito. A atriz, de 31 anos, falou pela primeira vez sobre a infância marcada pela ausência do pai e o pesadelo que viveu nas mãos do padrasto.

Os pais separam-se quando a atriz tinha cinco anos, tendo a mãe refeito a vida ao lado de um novo companheiro, pai do irmão de Joana. "O meu pai não me fez falta porque tinha a minha mãe. O pai do Manuel também não foi... Para conquistar a minha mãe, tratou-me bem. A partir do momento em que o meu irmão nasceu, eu já não era mais daquela família", relatou.

Joana Machado Madeira chegou inclusive a ser vítima de violência doméstica por parte do padrasto: "Quer que lhe conte a verdade? Nunca contei. O pai do Manuel nunca me tratou bem, cheguei a ir várias vezes para o hospital com sovas que ele me dava, depois tinha de dizer que caí. A minha mãe sabia. Foi horrível".

"Fazia de tudo para não estar em casa. Lembro-me de sair de casa depois das sovas, limpava as lágrimas, e ia para a escola ser outra Joana, a divertida e alegre. Foi assim até a situação se tornar insustentável", rematou.

A mãe separou-se quando Joana tinha 17 anos e aos 18 esta fez as malas e mudou-se do Alentejo para Lisboa, onde voltou a viver um capítulo duro devido às dificuldades financeiras que enfrentou na capital.

Leia Também: O "épico" aniversário de Joana Machado Madeira em imagens

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.