Catarina Furtado é do rostos portugueses com maior impacto na luta pelos direitos humanos, assumindo o papel de Embaixadora da Boa Vontade da ONU e Presidente da associação Corações com Coroa. Aproveitando a sua notoriedade em território luso, este sábado, a apresentadora da RTP recorreu às redes sociais para deixar um apelo a todos os seguidores, alertando para o massacre vivido na Síria.

"Apesar de ser injusto e difícil reduzir a vida e o sofrimento de cada pessoa a um post, sinto que não o fazer é também uma forma de indiferença. Mais de 400 pessoas morreram nos últimos 5 dias em Ghouta, 150 são crianças", começou por escrever.

Catarina destacou alguns dos problemas porque que passam as comunidades, assim como a duração do conflito. "Não há água nem comida, os hospitais e maternidades estão destruídos. A guerra não chegou à Síria ontem, nem há uma semana, nem há 1 ano, têm sido 6 anos de terror. Não podemos ignorar", continuou.

A apresentadora terminou a sua publicação com uma "chamada de emergência", deixando um apelo para que todos se mantenham informados e conscientes da realidade vivida nos países em guerra.

"Se esta realidade não nos choca e não nos incomoda então de que matéria somos feitos? Esta é uma chamada de emergência. Comecemos por nos manter informados e atentos ao que se passa. É o mundo que está em guerra, não é a Síria", rematou.

De recordar que, recentemente, Catarina Furtado foi uma das entrevistadas do Vozes Ao Minuto, onde falou sobre o seu percurso de intervenção em causas humanitárias e na luta pelos direitos humanos.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.