A casa de infância de Kurt Cobain no estado de Washington foi aprovada por unanimidade pelo Departamento de Arqueologia e Preservação Histórica para ser transformada numa exposição.

Considerada historicamente significativa, espera-se que a modesta habitação onde cresceu o falecido músico seja agora de 'todos'.

Os fãs poderão viajar no tempo e ver como é que a casa foi deixada quando o vocalista e guitarrista da banda Nirvana morava na mesma, entre 1968 a 1984.

Lee Bacon, o atual dono da propriedade, revelou à revista Rolling Stone que os planos estão "90 a 95% completos" para recriar a casa e devolvê-la ao seu estado vintage.

Lee Bacon está neste momento a pesquisar formas de conseguir abrir a habitação na primavera para passeios particulares ocasionais.

"O nosso objetivo é fazer da casa um projeto de homenagem ao início da vida e à carreira de Kurt, com detalhes de museu”, explicou.

Bacon e a mulher, Danielle, compraram a casa da família de Cobain em 2018, pelo valor de 225 mil dólares (cerca de 190 mil euros).

Sabe-se ainda que a irmã do falecido artista, Kim Cobain, também tem voz ativa na exibição da exposição. "Gosto de estar envolvida e de dar a minha opinião. Estou muito feliz e a apoiar o que o Lee e a Dani estão a tentar fazer desde há três anos", destacou.

Leia Também: Foram leiloados seis fios de cabelo de Kurt Cobain

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.