Carolina Deslandes mostrou-se indignada com a difícil situação gerada à volta do amigo Diogo Piçarra, relativamente à sua participação no Festival da Canção e posterior acusação de plágio.

A artista usou a sua página de Instagram para mostrar o seu desagrado e sair em defesa do cantor, que entretanto decidiu desistir da competição.

“Dois coliseus esgotados, horas infindáveis a dedicar-se às pessoas, dois álbuns de platina e milhares de salas esgotadas. Esta é a mesma pessoa que há poucos meses ouviu uma miúda cantar na rua e levou-a à rádio. Esta é a mesma pessoa que já levou a nossa língua e a nossa música além fronteiras e que tão bem defende a nossa cultura”, começa por introduzir.

Entretanto questiona os julgamentos que foram feitos acerca de Piçarra: “Não deveríamos nós dar o beneficio da dúvida? Será que não temos obrigação de defender os nossos? Acidentes acontecem. Ninguém está livre deles. Agora o ódio é uma escolha. A difamação é uma escolha”, argumento, visivelmente indignada.

“Que tal, por uma vez que seja, escolher compreender? Escolher pensar que o artista número 1 em Portugal não iria sabotar a sua carreira ao copiar uma obra que iria ser julgada e avaliada a nível europeu? É que eu garanto-vos que ele nunca escolhe o ódio. É atento, carinhoso, humilde e trabalhador. Ele escolhe sempre o amor. Acho que temos muito a aprender com ele”, conclui.

Desde logo, Carolina Deslandes recebeu o apoio dos seus seguidores que lamentaram a situação.

De recordar que a música com que Diogo concorreu - ‘Canção do Fim’ - foi alvo de acusações de plágio de um hino da IURD de 1979.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.