Depois de ter estado à conversa com Manuel Luís Goucha, no 'Você na TV', Carina, concorrente expulsa do 'Big Brother — A Revolução', falou com os jornalistas, partilhando que a razão de ter saído, na sua opinião, deve-se ao facto de "ser muito explosiva". No entanto, a concorrente não se arrepende, de certa forma, de ter tido tal comportamento porque, admite, "isso vai fazê-la mudar daqui para a frente".

Carina saiu do reality show numa noite marcada por fortes emoções, tendo estado no centro das atenções durante a gala por causa de mais uma forte discussão com Pedro. E não estava à espera de sair da casa mais vigiada do país e ver o concorrente com quem discutiu ficar, por decisão dos portugueses.

"Acho que se ficasse e ele também iria ser engraçado", admitiu, referindo que o mais provável era voltarem a falar novamente da discussão que tiveram durante a gala.

"Ele realmente tirava-me do sério", afirmou, referindo-se a Pedro, confessando também que se continuasse na casa não sabe se poderia vir a ter um comportamento mais agressivo com o colega. "Não aconteceu, ainda bem, podia ter acontecido, mas se continuasse lá não sei", disse.

Sobre o que começou por motivar esta distância entre si e Pedro, Carina recorda o comentário que o colega teve em relação a uma outra concorrente, Joana, que não lhe caiu bem. "Começámos a ver que o Pedro tinha malícia quando fez um comentário em relação à Joana. Ela tem 21 anos e ele tem mais 20, 41. Ele disse que da casa se envolveria com ela, para mim isso é uma falta de respeito e uma falta de noção para um homem da idade dele", explicou.

Carina disse que Pedro é uma pessoa muito "dada ao toque, quer muitos abraços", coisa que a jovem concorrente do Norte "não gosta". "O meu marido sabe, toda a gente sabe. Não sou de dar abraços e beijinhos e não iria ser com ele - que tem mais 20 anos do que eu - que eu iria facilitar", realçou.

Afinal, o que se passou para ter discutido com Pedro durante a gala?

Quando Teresa Guilherme interrompeu a conversa com Jéssica Fernandes e Renato durante a gala de domingo para passar e emissão para a sala, Carina já estava a discutir com Pedro. Agora, a concorrente conta o que se passou antes.

"O Pedro e o Rui estavam a dizer que queriam desistir, e eu achei aquilo muito mau para mim porque estava numa situação frágil, nomeada, em risco de sair - parecia que já estava a sentir que era eu - e aqueles dois marmanjos queriam desistir. Eu comecei a dizer que era injusto - apenas tinha começado a dizer isso - e o Pedro já me estava a atacar, a dizer para estar calada e que era falsa. Tentei ignorar ao máximo, mas ele já me estava a levantar muito o tom e eu não gosto que me levantem muito o tom, então respondi à letra", partilhou.

"Ele gosta de insultar, gosta de dizer as verdades dele e eu não lhe posso dizer nada, nem eu, nem os meus colegas de casa", acrescentou, referindo-se ainda a Pedro.

A opinião que tem de Rui Pedro. "É uma excelente pessoa"

Rui Pedro era um concorrente 'próximo' de Carina e que tem estado constantemente no centro das atenções. Questionada sobre se sente que o colega é agressivo dentro da casa, Carina disse que o Rui "é uma excelente pessoa".

"Acho que o que aconteceu aqui foi apenas uma expulsão que está a ser utilizada para manchar a imagem dele. Não tenho medo, não sinto que ele seja má pessoa, como o André disse que ele tinha maldade dentro dele. Sinto que o Rui é tal e qual como eu, um pouco mais educado do que eu, e que explode quando tem de explodir e fala tudo o que é verdade porque só há uma verdade, não há aqui duas verdades como é dito na casa", realçou.

Ainda sobre o facto de dizer que estariam a tentar manchar a imagem do colega, Carina acrescentou: "Não sei de todo quem é que quer manchar a imagem dele, mas não gostei das imagens que foram feitas e passadas daquela maneira. E talvez os concorrentes por trás das costas dele falem, espicacem, e depois quando ele fica a saber já é tarde, já acumulou, e explode. E isso está a manchar a imagem dele, infelizmente".

"Só quem não se mexe é que não tem imagens. Temos um canal 24 horas por dia, portanto, quem vê mesmo o programa saberá realmente o que se passou. Mas quem só vê ao domingo como era o meu caso como telespectadora, fica com uma perspetiva de jogo que não é a real. Nada contra a produção, mas também nada contra o Rui. O Rui é um ser humano excelente", frisou.

A grande discussão com Sandra

A primeira grande discussão de Carina dentro da casa, e que deu muito que falar, foi com Sandra, também ex-concorrente do programa e mãe de Jéssica Fernandes.

"Sou grande amiga da Jéssica [Fernandes], senti-me muito mal quando fiz isso. Fiquei logo arrependida minutos depois de ter acontecido. O que mais queria era limpar tudo porque não queria ver a Jéssica triste, e que ficasse tudo bem", recordou, afirmando de seguida que "está tudo bem".

"Cá fora é a vida real", disse, referindo que quando chegou ao estúdio, no passado domingo, foi cumprimentar Sandra.

As saudades da filha foi um dos maiores desafios

Aos 21 anos, Carina já é mãe de uma menina, que se prepara para completar um ano. As saudades da menina foi um dos maiores desafios da concorrente. "Não é fácil. Ia cerca de 20 vezes por dia ao confessionário para desabafar. Não queria dar a parte fraca para os portugueses nem para os meus colegas na casa, mas o que é certo é que não estava a aguentar. Acho que saí na hora certa, já não estava mesmo a aguentar", desabafou.

Precisamente sobre o facto de ir várias vezes ao confessionário, Carina deu a entender que recebia informação do exterior, dentro da casa, nomeadamente sobre a filha. No entanto, admite, não passou de uma estratégia de jogo. "Isso foi jogo da minha parte para destabilizar os meus colegas", esclareceu.

"Como é lógico, isso não aconteceu. De todo, nem a produção autorizaria uma situação dessas", acrescentou.

Quando a filha crescer, vai fazer questão de mostrar todas as imagens que marcaram a sua participação no formato, as boas e as menos boas, uma vez que faz questão de o fazer para que a menina "aprenda a ser melhor do que [a mãe]".

O passado marcado pela ausência da mãe

Quando partilhou a sua história através da linha da vida, o passado de Carina não passou despercebido. A jovem concorrente do Norte foi abandonada pela mãe quando era criança. No entanto, a participação no programa em nada tem que ver com algum tipo de mensagem que quisesse enviar à progenitora, muito pelo contrário.

Carina diz que este é um assunto arrumado e que a participação no formato e a partilha do seu testemunho "só lhe limpou a alma".

Conversar com a mãe está fora de questão, pois, afirma, esta é uma história que está "completamente encerrada".

A adaptação à vida cá fora e os negócios

Carina está neste momento a adaptar-se ao mundo fora da casa da Ericeira, com muitas informações para processar, como o facto de a pandemia de Covid-19 estar outra vez numa fase mais crítica.

"Estou a tentar adaptar-me ao mundo cá fora, está um pouco diferente, a Covid está pior...", disse, confidenciando que tinha esperança que a pandemia estivesse numa fase mais calma.

"Tinha esperança porque tínhamos vista para a rua, víamos bastantes carros, pessoas na praia... Achava que estivesse melhor", destacou.

Agora que chegou ao fim a participação no programa, Carina quer voltar ao trabalho, na roulotte em Gondomar. Um negócio de família. "Quero voltar ao trabalho o quanto antes. Talvez consiga ter outros trabalhos, vamos ver", disse, explicando que a família tem duas roulottes, uma em Gondomar, que é onde se encontra sempre, e outra perto de Gaia.

Antes de entrar na casa, mesmo depois da chegada da pandemia, o negócio "corria bem". "Agora não sei como está, mas antes de entrar estava a correr minimamente bem. As pessoas adoram cachorros", destacou.

Durante a participação na casa, a concorrente pensou em abrir uma outra roulotte em Cascais. "Não era uma brincadeira", afirmou, mostrando-se decidida a tentar avançar com tal desejo.

Um outro sonho que gostava de ver concretizado era o de ser atriz: "Desde pequenina que quero ser atriz, mas acho que depois do que fiz no 'Big Brother' eles não vão querer. Mas gostaria muito".

Próximo 'Big Brother' com Teresa Guilherme e Cláudio Ramos

Como já foi anunciado pela TVI, vai haver mais um 'Big Brother', no próximo ano, com Teresa Guilherme e Cláudio Ramos a apresentarem juntos o formato. Uma emissão especial que vai reunir alguns dos concorrentes das emissões de 2020.

E será que Carina estaria disposta a participar? "Eu quero ganhar. Se o meu marido estiver de acordo, eu vou. Ainda tenho de pensar, mas se receber um convite falarei com a minha família e talvez aceite", respondeu.

E caso isso aconteça, Carina gostava de se encontrar na casa com Hélder e Teresa, do 'Big Brother 2020', e com Rui Pedro e Jéssica Fernandes, da sua casa, o 'Big Brother — A Revolução'.

Leia Também: "Nunca esperei ser conhecida. Foi difícil ler barbaridades sobre mim"

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.