R. Kelly está a ser acusado de, alegadamente, manter jovens durante vários anos em sua casa e prepará-las para serem “animais de estimação”. As revelações foram feitas por uma das antigas namoradas do artista, Kitti Jones, num documentário da BBC3, 'R Kelly: Sex, Girls and Videotapes', como adianta o The Guardian.

Kitti namorou com Kelly durante dois anos e afirma que foi forçada a ter relações sexuais com o artista e outras pessoas, pelo menos, dez vezes. Além disso, conta como é que o cantor se refere às jovens que “cria” como “animais de estimação” e revela que foi apresentada a uma delas em 2013.

“Fui apresentada a uma das meninas e ele disse-me que a estava a treinar desde que ela tinha 14 anos. Vi que ela estava vestida como eu, que dizia as coisas que eu diria e tinha os mesmos tiques que eu. Foi quando me deu o clique e percebi que ele estava a treinar-me para me tornar num dos seus animais de estimação. Ele trata-as por animais de estimação”, contou.

Jones alega que R. Kelly forçou uma menina a “rastejar no chão” e a fazer sexo oral.

Está não é a primeira vez que o cantor vê o seu nome envolvido em polémicas sexuais. Em 2008 foi considerado inocente, depois de ter sido acusado de filmar e fotografar encontros sexuais com uma menina de 14 anos. Em 2017, em entrevista à revista The Rolling Stone, Kitti já se tinha manifestado contra Kelly.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.