Esta segunda-feira, enquanto estava ‘presa’ no trânsito, Blaya aproveitou para gravar uma série de vídeos e partilhá-los na sua conta de Instagram. Em causa esteve uma publicação feita por Carolina Deslandes na qual a mesma apelava para a importância de se valorizar as mulheres no mundo da música.

“Aqui em Portugal é muito complicado haver mulheres artistas, mulheres no mundo da música que cheguem ao top. Por exemplo, ou é do pop, ou é do fado ou é da kizomba. O hip hop feminino em Portugal temos a Capicua, mas de longe não chega aos tops”, sublinha.

“Eu adorava, adorava fazer rap cá em Portugal, adorava ser uma ‘Cardi B’, mas eu Blaya também gosto muito de fazer concertos e é o que me dá dinheiro. Não é que não goste das músicas que faço, mas noto que quando faço músicas que tenham a ver um bocadinho mais comigo não têm uma receção tão grande como as músicas que têm a ver com o público em geral”, confessa.

“A nível de artistas femininas aqui em Portugal não nos dão muitas hipóteses. Nós mulheres, temos de nos apoiar umas às outras, mas o público em geral tem de apoiar-nos, a nós mulheres, no mundo da música”, completa.

Concorda com esta opinião?

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.