Bill Gates teve, alegadamente, um caso amoroso com uma colaboradora da Microsoft - sendo que o affair chegou a ser alvo de investigação no ano passado, quando Gates se afastou da liderança, noticia o Sunday.

A administração da empresa tomou conhecimento do assunto depois de uma engenheira escrever uma carta em 2019, revelando que ela e Gates tiveram uma relação sexual durante anos, faz ainda saber o Wall Street Journal.

A pessoa em questão exigiu que fossem feitas alterações no seu cargo na empresa e questionou se Melinda Gates - ainda mulher de Bill Gates na época - tinha lido a carta.

Durante a investigação, os membros da administração mostraram preocupações com esta revelação e decidiram que Gates - que fundou a empresa em 1975 - deveria afastar-se do cargo de diretor. Contudo, o bilionário acabou por ser reeleito mais tarde.

O affair ter-se-á iniciado em 2000, não se tendo conhecimento de quando terá terminado.

Importa ainda notar que em abril de 2019, a Microsoft viu-se envolvida numa enorme polémica depois de terem sido tornadas públicas histórias de assédio sexual e discriminação por parte de colaboradoras da empresa.

Leia Também: Em pleno divórcio, Bill Gates encontra apoio na filha mais velha

Leia Também: Bill Gates terá dito aos amigos que o casamento era "sem amor"

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.