Ainda no rescaldo do Super Bowl, que decorreu no domingo, Jay-Z fez questão de esclarecer a polémica em que se viu envolvido por, juntamente com Beyoncé, permanecer sentado enquanto foi cantado o hino norte-americano.

O casal foi acusado de um comportamento antinacionalista e chegou mesmo a ser insultado nas redes sociais. Críticas às quais reagiu esta terça-feira, numa sessão de perguntas e respostas na Universidade de Nova Iorque.

"[Se eu quisesse fazer algum protesto] eu dizia. Dizia: sim, foi isso que nós fizemos. Acho que as pessoas sabem que o faria", começou por dizer, explicando de seguida que o gesto nada teve de solene. Tratou-se apenas de concentração.

Jay-Z explicou que Beyoncé atuou no Super Bowl três vezes - em 2004 para cantar o hino e depois em 2013 e 2016 -, pelo que o casal estava atento aos pormenores artísticos do evento.

"Quando chegámos entrámos automaticamente em modo artistas... Estávamos realmente atentos ao espetáculo", frisou, cita a revista Us Weekly.

Leia Também: Beyoncé e Jay-Z arrasados no Twitter por comportamento no Super Bowl

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.