Filipe Camejo, um dos agricultores que aceitou o desafio de tentar encontrar uma namorada no reality show da SIC 'Quem quer namorar com o agricultor?', esteve esta tarde à conversa com Júlia Pinheiro no formato das tardes da estação.

Filipe foi um dos participantes que mais deu que falar na imprensa. Aos 50 anos, é um homem de negócios bem sucedido. Ganhou muito dinheiro e estoirou outro tanto, conta sem medo de assumir a verdade.

É pai de dois rapazes e uma rapariga, Francisca. Os rapazes ficaram a cargo das respetivas mães, mas Kika, nome carinhoso pelo qual trata a filha, que também fez parte do programa, ficou a seu cargo. O agricultor da Aldeia da Ponte é pai solteiro e cuida da menina sozinho desde que esta completou dois anos e meio.

Foi contudo o facto de ter um dos seus filhos institucionalizado o que mais burburinho gerou na comunicação social. Uma situação que fez questão de explicar.

Filipe garante que os filhos sempre fizeram parte da sua vida e que tem com eles uma ótima relação. Estava em Espanha quando soube que, pelo facto de a mãe estar a atravessar uma fase complicada, relacionada com problemas de depressão, o filho, de 17 anos, tinha sido institucionalizado. Garante não ter sido avisado pelo tribunal, motivo pelo qual no dia seguinte a ter conhecimento do que havia acontecido viajou para Portugal.

Convidou o filho a viver consigo na Aldeia da Ponte, mas foi o rapaz quem recusou o convite. “Ele esta nessa situação porque quer estar neste momento”, afirma, explicando que o jovem pretende ficar em Lisboa para seguir o sonho de ser jogador de futebol e se manter perto dos amigos.

“É uma situação delicada, mas ele é um rapaz feliz e está bem”, conta. “Quando as pessoas querem especular nesse sentido… Não é assim tão mau”, remata.

Reveja aqui a entrevista de Filipe Camejo!

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.