Ao longo dos últimos dias, Aaron Carter tem vindo a fazer várias acusações graves contra membros da sua família. Este domingo, dia 22, o artista usou a sua conta de Instagram para fazer mais um grave confissão (cuja veracidade ainda não foi confirmada).

"O meu irmão violou a Mildred [nome da alegada vítima] e confessou-me uma vez na carrinha dele que ela tinha 91 anos. Disse-me que lhe tapou a boca para que ninguém a ouvisse a gritar", relatou.

Aaron vai mais longe e pede para que lhe façam o teste do polígrafo, equivalente à 'máquina da verdade' em Portugal realizada no programa de Fátima Lopes.

"O que é que vão fazer quanto a isto? NADA! Estou a reportar uma violação do Nick de uma senhora que estava a morrer e que tinha 91 anos", completou.

Numa outra publicação, Aaron garantiu que estava bem, mas que agora "apenas escolheu não ser controlado pelo medo".

Leia Também: Aaron Carter confessa que foi violado pela irmã entre os 10 e 13 anos

Leia Também: Irmã gémea de Aaron Carter pede ordem de restrição contra o artista

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.