Normalmente, quando nasce um bebé no seio da família real britânica a família faz questão de apresentá-lo ao público pouco tempo depois. No entanto, esta 'regra' não se aplicou ao príncipe Harry e a Meghan Markle, uma vez que a segunda filha do casal - Lilibet Diana - nasceu em junho e ainda não foi vista em público.

Segundo a imprensa internacional, os duques de Sussex estão a levar a cabo os planos de manter o seu espectro familiar o mais privado possível, tendo sido esta uma das razões que os levou a sair do núcleo senior da realeza britânica e a seguirem o seu próprio caminho nos Estados Unidos.

Mas as explicações não se ficam por aqui.

Segundo o Daily Beast, esta privacidade irá continuar o máximo de tempo possível - ou seja, o público não verá Archie e Lilibet até estes terem idade para consentir que lhes sejam tiradas fotografias.

"À medida que os pequenos Sussex vão crescendo vão enfrentando a perseguição inevitável dos paparazzi - com fotógrafos a saltar arbustos, a ficarem em carros estacionados e tudo isso. Tenho a certeza que o Harry os quer proteger do trauma enquanto for humanamente possível, para que os filhos possam ter algo parecido com uma infância 'normal'", disse o especialista em realeza Christopher Anderson.

Por seu turno, Giles Harrison, que a publicação classifica com "paparazzo veterano", disse que Harry e Meghan não hesitarão em recorrer à justiça para garantir a privacidade os filhos: "Se conseguirem fotografias deles, vão tentar processar-te independente do que aconteça e de onde sejas. E podem gastar mais dinheiro a processar-te do que tu a defenderes-te", sublinhou.

Leia Também: Harry e Meghan Markle faltam a festa de homenagem à princesa Diana

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.