Deshauna Baber provou aos jurados do concurso norte-americano Miss USA que é muito mais do que uma cara bonita. Questionada sobre o que pensava sobre a decisão do Pentágono em permitir que as mulheres possam aceder aos mesmos cargos militares que os homens nos EUA, a jovem mostrou a sua posição.

“Como mulher nos serviços militares americanos, eu acho que é uma ótima decisão que o governo permita que as mulheres possam integrar todos os ramos da carreira militar”, começou por afirmar. “Nós somos tão duras como os homens. Enquanto comandante da minha unidade, sou poderosa, dedicada e é importante que passemos a reconhecer que nos Estados Unidos o género não nos limita”, rematou.

A resposta impressionou todos os presentes e acabou por valer a coroa à profissional de tecnologias de informação, que desde 2011 está na reserva.

Na disputa pelo título de Miss USA estiveram duas luso-descendentes que acabaram por ser eliminadas da competição.

Com este prémio, Deshauna Barber espera chamar mais atenção para os problemas de saúde que muitos veteranos de guerra enfrentam após regressarem de combate.

Em dezembro, a jovem vai representar os Estados Unidos no concurso Miss Universo, que terá lugar em Las Vegas.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.