Guias olfativos e percursos sensoriais são a recente aposta turística de um grupo de cidades francesas. O odor do iodo e das algas de Dunkerque, em Nord-Pas-de-Calais, o perfume da alfazema e de outras ervas aromáticas da Provença e o mosto das vindimas da Borgonha são alguns dos exemplos que pode encontrar neste segmento de turismo olfativo.

E nem mesmo um dos monumentos mais emblemáticos de França, o Palácio de Versailles, quis ficar fora desta tendência. Os responsáveis pelo turismo da região, nos arredores de Paris, criaram o percurso Cour des Senteurs, em 2012, para dar a conhecer a história e a ciência das perfumarias francesas, bem como revelar de onde parte a inspiração dos seus narizes.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.