Apesar de muito desejadas por quem tem hortas e jardins, as primeiras águas do ano não foram benéficas para o jardim de António de Jesus. "Tenho um canteiro de gazânias com cerca de cinco anos. Agora, com a chuva forte ficaram todas espalmadas no terreno", lamenta. "Não estão partidas. Será que voltam a recuperar?", questiona também este jardineiro amador do Barreiro.

"Os canteiros de herbáceas como a gazânia, o agapanto, o clorófito, a artoctis ou a festuca devem ser renovados de três em três anos", esclarece Ana Carvalho, engenheira técnica agrária. "Os tufos ficam muito densos e devem ser divididos em plantas mais pequenas provenientes da planta mãe e devem ser plantadas de novo no mesmo local", recomenda a especialista.

A intervenção necessária para que o canteiro volte a exibir um maciço de cores e de flores não se fica, todavia, por aqui, como também defendem outros profissionais. Há outras tarefas que podem ser empreendidas. "As pontas das folhas devem ser cortadas, para que a planta enraíze mais depressa para que na próxima primavera tenha um canteiro com muito mais floração", aconselha ainda Ana Carvalho.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.