São muitas as dúvidas que chegam diariamente à redação da revista Jardins. "Numa das zonas da minha propriedade, tenho um jardim com três metros por onze que gostaria de aproveitar ao máximo, sobretudo durante a primavera e o verão, mas também nos períodos em que os dias estão convidativos. A orientação é a noroeste e está exposto ao vento", escreveu Mónica Alexandra Ferreira no e-mail que enviou para a publicação.

Em franjas de terreno, como as que existem habitualmente junto às casas, deve criar um passeio engravilhado, combinando o material árido com a cor da fachada da casa. Se esta é vermelha, a gravilha pode ser cor de rosa. Se é branca, pode optar por uma amarela. Também ficaria muito bem um banco junto à calçada e uma árvore piramidal. Quanto às plantas que deve usar, sugerimos liquidambares, zelkovas e bétulas.

Na zona frontal, o recurso a um maciço corrido de verónicas (Hebe andersonii), cortadas em formas esféricas individuais, também pode valorizar o seu espaço exterior. Em alternativa, também poderá usar este material para criar zonas diferenciadas no seu jardim, como pode ver de seguida, usando a gravilha para cobrir os canteiros e recorrendo a outros materiais para criar um piso distinto ou apenas para separar canteiros.

Caminhos com gravilha. Uma forma diferente de dar um toque original ao seu jardim

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.